quarta-feira, agosto 22, 2007

E na hora do adeus

Trio de ataque:

O melhor da noite foi a lambidela no rabinho do seu grande amigo PC.

Estupidamente, ao nível do que nos habituou ao longo dos 13 meses em que foi treinador principal, dá uns valentes tiros no pé:

1 - A comunicação desportiva do Benfica vale zero, eu diria que valia o mesmo que o Eng.

2 - Na melhor fase do Benfica não foi possivel empolgar os sócios. Não sei a que fase se refere, a única que ainda valeu alguma coisa foi a do mês de janeiro e mesmo assim foram só as vitórias.

3 - Uma equipa não se faz só com esperanças. Muito bem, mas logo a seguir vem dizer que todas as esperanças vieram com o seu aval. Para os jogos dos juniores não havia tempo, agora para ver o mundial de Sub-20 lá se arranjou uns minutos.

4 - Diz que é importante os jogadores terem concorrência mas mesmo assim não se soube contratar dois jogadores para serem os substitutos do Simão e do ingrato.

5 - Em dois jogos o Benfica consegue jogar em todas as tácticas possiveis e imaginárias. Claro que tem justificação para todas. Fica no ar a dúvida se alguma delas foi treinada.

6 - "Sou Benfiquista de coração mas profissionalmente já não tenho tanta a certeza" Vai lá deprimir outra equipa de futebol !

7 - O Karagounis estava triste, era ele e os 36 milhões de Benfiquistas que existem por esse mundo fora.

Não volto a ver o trio de ataque, são dois facciosos anti-benfiquistas, um disfarçado de cordeirinho e o outro sem pudor, contra um tótó.

O seu destino deve ter sido traçado na reunião de quarta-feira passada com o LFV. O homem não tem jeito para a parte desportiva mas consegue identificar ao longe um rato com sintomas de stresse.

Se amanhã houvessem eleições no Benfica votaria pela primeira vez no LFV.

1 Comments:

Anonymous Jorge Silva said...

Esser trio de ataque nao passa de uma cambada de panilas que pensam que percebem de futebol! Miseraveis

5:19 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home