terça-feira, março 29, 2005

Será verdade...

...que o Rochemback e o Liedson querem jogar do outro lado da Segunda Circular e que os investidores/sponsors que querem trazer o Figo para Portugal só o fazem se ele for colocado no Benfica?

Neste defeso saberemos quem são os bons gestores e quem é que sabe fazer alianças.

segunda-feira, março 28, 2005

Isto há com cada coisa estranha

Ontem a selecção portuguesa bateu a equipa do Canadá por 4-1. Dos 17 jogadores que alinharam, 5 eram do Benfica (Quim, Fernandes, Simão, Miguel e Gomes), 4 vestem a camisola do FC Porto (Valente, Maniche, Costa e Portiga) e........o resto são tudo jogadores que vêm de clubes diferentes. Como por exemplo, Ferreira do Chelsea, Meira do Estugarda, Andrade do Corunha, Pauleta do PSG ou Viana do Sporting.

É estranho que o Sporting, esse clube tantas vezes apelidado como a equipa que melhor futebol pratica na Superliga, só dê um jogador (suplente) e um guarda-redes (veremos até quando) à selecção.

Não sei, talvez o Beto tivesse lugar. Ou agora que o Rui Jorge está a ficar velho, talvez naturalizar o Paíto. Senhor Scolari, ponha os olhos nesta equipa maravilha.

domingo, março 27, 2005

Medicina no trabalho

Segundo o Luís Filipe Vieira, o departamento médico do Benfica inviabilizou a renovação de contrato com o Sokota.
Será que vai ser ouvido antes de o Benfica renovar com o Mantorras?

sexta-feira, março 25, 2005

Momento de viragem ou oportunidade perdida?

A paixão leva-nos a ver a árvore em vez da floresta.
Digo isso porque, com o máximo de racionalidade possível, dei por mim a pensar no futuro do futebol em Portugal.
E cheguei à conclusão de que temos à nossa frente um momento de viragem. Tenho dúvidas é que o consigamos aproveitar. Espero que sim.

Quando o ano passado o Porto ganhou a LC e recebeu aquela batelada de dinheiro, tive medo. Podiam pagar grande parte das dívidas, ter um poder financeiro sem igual em Portugal e preparar uma década de hegemonia como nunca se tinha visto.
E se daqui a dez anos, eles tivessem ganho muita coisa, a demografia do futebol português estaria inevitavelmente alterada. A marca Porto rivalizava com a marca Benfica.
Felizmente, o namorado da puta estragou tudo. Como estava empenhado até ao pescoço, assim que cheirou a dinheiro fresco, houve muita gente que quis ir lá buscar o guito que estava enterrado. Ainda bem.
Agora, não têm equipa, nem têm dinheiro. E não conseguiram angariar adeptos por causa de uma maneira idiota de estar no futebol: «Somos nós contra toda a gente». Isso resulta em clubes pequenos, mas quando o Porto quiser ter um estatuto nacional, terá de abdicar dessa estratégia. Ninguém gosta de que é feio, porco e mau. E, por isso, eles nunca conseguiram cativar os adeptos que, pelos títulos conquistados nos últimos 20 anos, mereceriam.

Em relação ao Sporting, o que posso dizer?
A equipa não é grande coisa (apesar da verborreia dos arautos do cometário futebolístico que, hoje em dia, devem sobreviver à custa de Rennies e Valiums) e a situação financeira é muito pior do que aquilo que aparece nos jornais. Lá dentro ninguém se entende.
Não têm modalidades, nem têm pavilhão. São despejados dos sítios onde treinam por falta de pagamento. A Alvaláxia é um flop. A Academia, além de ser um buraco financeiro, forma grandes jogadores de futebol, mas péssimos sportinguistas. Assim que têm carta de condução querem sair dali para outro clube.
Por aí estamos safos.

E, agora, o Benfica.
Devagar, devagarinho, as coisas vão-se compondo. Afinal, há cinco anos, era a sobrevivência do clube que estava em causa. Não podem pedir milagres.
A equipa de futebol é boa, mas não sei se estará cá para o ano. Temo que vai haver gente importante a querer ir embora. Se o Miguel quiser ir, que vá. Espero que fique o The Rock, o Manuel e o Petit.
O Estádio foi feito, mas falta o centro de estágio. E isso é fundamental. Mas concordo: não há dinherio, não há palhaços.
Em relação à formação, o trabalho do António Carraça tem sido extraordinário. A estrutura que ele está a montar vai dar grandes frutos, tenho a certeza.
Nas modalidades, orgulho-me de ter os pavilhões que tenho. Não são muito grandes, mas, ao menos, existem. Outros há, que gritam por ecletismo, mas que jogam em casa emprestada. E as equipas das modalidades são um exemplo de benfiquismo. As que ganham e as que não ganham. Grande trabalho!
E, financeiramente, estamos a dar a volta.
Até o discurso está a ser mais inteligente. Os slogans dos «novos heróis» e da «geração Benfica» são muito bem metidos. Bravo!
Falta ganhar mais, a dinâmica de vitória é o que falta para darmos o salto. Isso vê-se. Tirando meia dúzia de parvos, não há euforia. Está tudo expectante e a pensar. «E se eles conseguirem? Não vou dizer nada. Já sofri tanto e tive tantas desilusões nos últimos dez anos. Vou mas é ver o que isto dá!»
Só falta essa dinâmica.
Isso, o Veiga na rua e um presidente de jeito.

quinta-feira, março 24, 2005

Mitos urbanos

«O Benfica merece estar na frente, porque é a equipa que melhor tem sabido aproveitar os recursos que tem».

«Trapattoni tem o mérito de saber espremer bem um limão com pouco sumo».

«Dos três grandes, o Benfica tem o pior plantel em termos de qualidade e quantidade».

«O Benfica vai na frente, não tanto por mérito próprio, mas mais por demérito de FC Porto e Sporting».

Estas e outras frases do género têm sido proferidas pelos comentadores de futebol do nosso País. A ideia de que o Benfica tem a pior equipa dos três grandes foi lançada por Rui Santos logo nas primeiras jornadas do campeonato e todos se deixaram evangelizar por uma premissa falsa. [Ó Rui, o que tu queres sei eu pá. Não conseguiste vender jogadores ao Benfica no início da época e agora andas a dizer que o plantel é curto e mau].

É falsa porquê??

Vamos tentar elaborar o dream team dos três grandes.

Guarda Redes: Quim (ou Moreira), Ricardo, Vítor Baía
Quem é o melhor? De certeza que não é o Ricardo. Entre Baía e Quim escolho o Quim porque deu menos frangos.

Defesas Centrais: Luisão, Ricardo Rocha, Ena(preto nigeriano), Beto, Jorge Costa, Pedro Emanuel.
No mínimo, o Benfica mete, de caras, o Luisão.

Defesas Direitos: Miguel, Rogério, Seitaridis
No comments. Até o John Musgueira entrava se não fosse o Miguel.

Defesas Esquerdos: Dos Santos, Nuno Valente e Rui Jorge
Quem é melhor? O Nuno, por ser tuga, pelo que fez o ano passado e pelo que tem feito desde a lesão.

Meio Centro: Petit, Manuel Fernandes, Nuno Assis, Diego, Maniche, Costinha, Rochemback, Moutinho, Custódio
Que dois é que jogam?
Manuel Fernandes (no doubt). Vai ser o MVP 2004/2005.
Moutinho não, porque era muita juventude junta e Manu é melhor.
Maniche e Costinha não, porque estão em baixo de forma.
Entre Petit e Rochembak, escolho o primeiro, porque não é gordo e joga sempre bem.

Meia esquerda: Simão, Barbosa, Quaresma
Explicar esta, seria passar um atentado de estupidez a quem lê o blog.

Meia direita: Giovanni, João Pereira, Hugo Viana, Carlos Martins, (no Porto ainda não percebi quem joga?!?!)
Duvidoso. Gio e Viana são bons, mas inconstantes.

Pontas de lança: Karadas, Nuno Gomes, Liedson, Douala, McCarthy, Fabiano
É óbvio.


Conclusão:

Guarda Redes: Quim
Defesas: Miguel, Luisão, Ena, Nuno Valente

Meio Campo: Petit e Manuel Fernandes
Extremos: Hugo Viana e Simão
Avançados: Benni e Liedson


Em Resumo:

Benfica: 6 jogadores

Sporting: 3 jogadores

FC Porto: 2 jogadores

Esta equipa venceria, com certeza, a Superliga deste ano. É por isso que matematicamente ainda não podemos festejar. Só nos faltam 5 jogadores do Dream Team.

Agora vá, ajudem-me a matar este mito urbano.


terça-feira, março 22, 2005

Jornalistas

Os comentadores das outras equipas andam a fazer todos e mais alguns exercicios por forma a colocarem a sua equipa no topo. Os mais engraçados são os chamados pseudo comentadores jornalistas "isentos" que estão lá só porque adoram o fenómeno desportivo. Estes da sua sabedoria são os que mais colocam a posição do glorioso em causa. Até pode ser que sim mas dá-me uma grande satisfação eles andarem nos próximos 15 dias a puxarem pela mona.

Entretanto o N. Gomes renovou e ninguém deu por isso. Gostei de o ver no jogo com o Setúbal, como adepto mostrou-se à altura, fez-me lembrar aqueles breves instantes em que acreditamos que ele vai conseguir levar a melhor na bola dividida. Deve ser lixado ficar de fora e ver uma tábua a fazer melhor do que nós.

E como quem não quer a coisa vem o Mantorras pedir a renovação do contrato. Espero que lhe façam a vontade, se for para deitar dinheiro fora mais vale dá-lo logo ao Mantorras ao menos sempre dispensa algum aos meninos da rua em Angola. Se tiveram o Argel durante tanto tempo porque não ter mais um que dá bom ambiente e pelos vistos tem sessões bi-diárias dando o exemplo de como os outros devem fazer.

Aliás uma das primeiras propostas do LFV gestor da bola era os jogadores ficarem na LUZ o dia todo. Deve estar na segunda gaveta da secretária presidencial mesmo por baixo do dossier do cartão maravilhas. Tudo a seu tempo.

O "meu" Trap foi a Itália matar saudades, vá quero-te de volta o mais depressa possível já tenho saudades tuas.

A traição de um calendário aparentemente fácil

O Benfica recebe o Marítimo na próxima jornada. No mesmo fim-de-semana, o Sporting vai a Bessa, o FC Porto recebe o Gil Vicente e o Braga recebe o Leiria.

O Benfica tem tudo para, no mínimo, manter a vantagem de 6 pontos para os restantes candidatos ao título.

Mas atenção. Existem dois promenores que podem trair a confiança e a moral dos jogadores.

1) A paragem para compromissos de selecção vem no pior momento. Se é verdade que passamos mais 2 semanas a seis pontos, também é verdade que depois de 3 vitórias consecutivas, vinha mesmo a calhar mais um jogo em casa.

2) O Benfica só joga domingo à noite, isto é, depois de todos os outros já terem jogado. Este é por isso um impostante teste psicológico. Se os adversários ganharem, vamos saber como os jogadores do Benfica lidam com esta relativa pressão. Se os adversários perderem pontos, vamos saber da capacidade dos jogadores do Benfica em auto motivarem-se para mais uma vitória.

Por estas razões, temos de estar todos na Luz, por os assobios de parte e, como índios, apoiar a equipa do primeiro ao último minuto. Seja qual for o nosso resultado, seja qual for o resultado dos nossos adversários.

Guardem lá os cachecóis

A vitória do Sporting hoje em Alvalade frente ao FC Porto confirma aquilo que eu postei neste blog aquando do empate do Benfica no Dragão. O Porto está em fim de ciclo e agora resta aos dois clubes de Lisboa apanharem o comboio rumo à próxima década de glória.

E apesar dos seis pontos de diferença entre os dois rivais da capital, a verdade é que a conquista do título pelo maior clube de Portugal ainda não é líquida. É necessário ganhar ao Marítimo em casa. E esperar sossegadamente (como hoje o fizemos) que o nosso amigo Jaime nos faça o favor de roubar pontos ao Sporting.

Só assim, podemos começar a pensar na festa. A verdadeira festa!

PS: Hoje no comboio que faz a travessia da Ponte 25 de Abril, vi pessoas com o cachecol do Benfica. Uns de fato, outros mais «casual». Uns de meia idade, outros com menos de 20 anos. Epá, eu sei que andamos todos contentes. Mas guardem lá os cachecóis para Maio que a procissão ainda nem saiu da igreja, o Benfica ainda não é campeão e o Sporting, se ganhar a Taça UEFA, pode dar-nos um amargo de boca que eu nem quero imaginar.

segunda-feira, março 21, 2005

(In)fidelidades

Há coisas estranhas.
Hoje à noite, grande parte dos benfiquistas vão torcer pelo Sporting, enquanto grande parte dos sportinguistas vão torcer pelo Porto.

Azar ou sorte ?

Temi o pior quando o atrasado do Bruno Moraes caiu em cima do Petit, vi vezes sem conta a queda e não me lixem, alguns podem considerar que sou faccioso mas a queda foi mais do que propositada. Como castigo o B. Moraes vai voltar para o Porto !

Com a entrada do B. Aguiar confesso que tremi, mas depois do Quim fazer uma defesa apertada pensei que naquele dia a estrelinha estava com o Benfica.

Já com pensamentos positivos vejo o M. Fernandes a dar umas cacetadas merecidas no Moraes, quase que chorei. Ele e o Rocha foram os gajos que o meteram no lugar, assim é que se faz uma equipa. Depois vejo o M. Fernandes a acreditar e a chutar à baliza ! Grande jogador, deviam dar um prémio a quem o levou aos treinos da luz. Associava-se cada jogador a um patrono e depois dever-se-ia recompensá-lo com um lugar cativo no estádio, é pouco mas é melhor que nada.

Nisto tudo esqueci-me de referir que o B. Aguiar não esteve tão mal como de costume, até fez uns passes acertados embora continue mal na marcação. Será assim tão dificil marcar o Jorginho em cima e cobrir em cima um atacante em vez de se estar a cobrir o espaço vazio ?

O Trap esteve como de costume :), no entanto ve-lo a abraçar o Shéu todo feliz faz-me ter esperança no futuro.

Estava eu a conduzir para o trabalho quando pensei que mais 15 dias na frente vão-me saber tão bem !

Só espero muito trabalho ! Lá estarei eu a apoiar a equipa durante os 90 minutos, quero continuar a ver o Trap todo feliz !

ps: Adoro-te Trap !

domingo, março 20, 2005

E se o Sporting ganha amanhã?

O Benfica venceu o Setúbal.
O Boavista empatou com o Penafiel.
O Braga empatou com o Rio Ave.

O Sporting amanhã joga com o Porto em Alvalade.

E se o Sporting ganha?

Bom, começa a feeeestaaaa!!!

PS: Obrigado Veríssimo. Ontem mostraste duas coisas: Que és um grande benfiquista. E o porquê de nunca teres vestido aquela camisola mais de meia duzia de vezes

segunda-feira, março 14, 2005

Apaixonei-me

Confesso, neste último jogo apaixonei-me pelo Trap. As paixões não se explicam mas aqui vão alguns dos pontos que me levaram a tal estado:

1) A forma deliciosa como celebrou a vitoria contra o Beira-Mar. Enquanto a maioria dos sócios estavam a assobiar o meu amor estava concentrado na vitória do Benfica. Os assobios não o afectam ! Ele sabe que está correcto, quer dizer ele pensa que está correcto e segue o seu caminho. Não é aos 65 anos que vai mudar.

2)Deixou que o seu adjunto fosse um benfiquista. Se o Mourinho rejubila e saltita com os seus exitos o Álvaro não lhe fica atrás. Celebra as vitórias do Benfica como se não houvesse mais nada a celebrar nesse preciso momento. Como se tudo o resto fosse nada comparado com o que assistimos. Amo-te Trap. Neste preciso momento não me interessa aferir a capacidade do Álvaro, gosta do Benfica e vibra com as vitórias puxa pelo público. Faz mais pelo apoio da equipa que todas super-águias, que a águia viória, que o homem da bandeira ...

3)Já todos sabemos que é com ele que vamos até ao fim dai que o melhor é vivermos apaixonados até ao fim da época, não adianta o casal estar sempre a discutir. Vamos dar 2 meses e meio de tréguas e no fim fazemos um ponto da situação.

4)Prefiro acreditar que vou celebrar o campeonato e se me vou apaixonar no fim mais vale estar apaixonado agora. Está a chegar a primavera ....

5)Estou feliz

Então e agora...

...quem é o único clube da Superliga que apenas depende de si próprio para ser campeão.

José Couceiro: Morre com o veneno que tens na língua e aprende que a arrogância não é para quem quer, é para quem pode.

Obrigado Hugo...

Pelos dois golos do Penafiel esta noite em Alvalade e pelo do Belém a semana passada. Obrigado por já estarmos a seis pontos.
Já agora, obrigado Peseiro pela forma como geres o plantel.

O clube do Visconde quer oferecer-nos o campeonato. Epá acho que somos obrigados a aceitar.

domingo, março 13, 2005

Carismático

Trapattoni explica como se deve entrar num jogo de futebol:

«Não podemos pensar nos outros. Temos de estar concentrados com aquilo que nos compete fazer. Isto acontece na nossa vida privada, pessoal ou profissional. Nunca podemos estar à espera que os outros facilitem. Temos de fazer por nós o nosso trabalho. Uma coisa é o coração e a simpatia, outra é a cabeça. E eu tenho de usar a cabeça. Se sou pragmático? Não sou pragmático, mas sim muito concreto. E só vejo uma equipa que joga dessa forma. O Chelsea, que faz o jogo todo bem suportado no meio-campo e joga com um avançado na frente. Isso é ser concreto. Se os adeptos não percebem isto, eu digo, espera lá fora que eu te explico.»

O maior

Eles sabem...

Declarações de Rochemback ao site da UEFA:
«Porto and [SL] Benfica have done well in Europe in the last couple of decades but we feel it is our time now. It is a dream for all Sporting supporters to win the UEFA Cup. They need something from us to show Benfica and Porto that we are a great club as well»
Mais palavras para quê?

Quando é que acaba o sofrimento?

Ainda faltam 11.

sexta-feira, março 11, 2005

F.C. Porto 0 - Nacional - 4

E o ciclo chegou ao fim....amanhã pode começar a desenhar-se um novo (velho e tradicional) líder do futebol nacional.

quinta-feira, março 10, 2005

Estes gestores da treta

Antigamente, o Benfica contratava jogadores que não queria só para que Sporting ou Porto não os fossem buscar. Era uma questão de orgulho. Do estilo: «O gajo não vale uma merda, mas vai ser nosso só para irritar os gajos». Lembram-se do Ademir e do José Carlos. Depois havia as contratações mafiosas, tipo Eusébio que foi roubado ao Sporting, quando este jogava num clube satélite dos lagartos.
Antigamente é que era. Os gestores do Benfica, para além de saberem gerir o nosso clube, ainda fodiam os outros.

Hoje, os nosso gestores da treta não percebem nada de bola. Não vão buscar o Jardel, porque é caro demais. Logo por azar tiveram duas oportunidades para o fazer e das duas falharam e nas duas ele foi campeão numa equipa adversária.
Outra pérola desta geração da treta foi a não renovação com Jankauskas. O gajo não era nada de especial, mas naquele ano era o melhor que tínhamos. Maniche, Deco, Kulkov e Iuran, foram outros que rumaram ao dragão e ergueram o canecão. Já para não falar no João Pinto, no Paulo Bento e no Dimas, que mesmo em fim de carreira foram campeões pelo Sporting.

A próxima jogada de mestre é a não renovação com o Sokota. O Porto é o destino mais provável. E não será muito difícil adivinhar o desfecho.

Se o Benfica se quer ver livre de jogadores, há várias forma de o fazer. Uma delas é arranjar-lhes clube. De preferência fora do país e fora da Europa.

quarta-feira, março 09, 2005

Por acaso ....

Estava eu a assistir ao Nacional-Benfica aquando do penalti. Pensei eu para mim: O Adriano falha e para o ano vem para o Benfica. A primeira
já está feita, só falta a segunda.

Desejo que o Nuno Gomes recupere rapidamente de mais uma lesão. Já perdi a conta às lesões do N. Gomes desde que chegou. Qualquer dia está na altura do atleta fazer uma auto-análise rigorosa e colocar um fim honroso na carreira. Ou então ir para o Dinamo de Moscovo onde talvez o frio o conserve firme e hirto com uma barra de ferro. Se a lesão for prolongada espero que promovam um dos ponta de lança da equipa B.

O triunfo na Madeira foi importante para dar confiança à equipa. Desta vez houve muita sorte, já que a qualidade do futebol practicado pela equipa deixa muito a desejar, espero que a sorte nos continue a proteger.

Não me importo de na segunda parte o benfica jogar ao pontapé para a frente e fé em Deus. É preciso ter muita fé para compensar a falta de qualidade de jogo e de ideias.

O Mr. Sabe tudo de bola e arredores da Sic (Mister "Bull Dog" "Papa tudo" Santos) disse que a equipa do Sporting treinada por Mourinho poderia ir muito mais além. Deste facto não tenho dúvidas. Agora o que eu acho estranho é o Mourinho ter contratado um jogador do Benfica e mostrar que gosta muito de ver jogar outro jovem valor, como é que alguém pode preferir o M. Fernandes ao Roca e Companhia ? Isto faz-me também pensar que com outro treinador poder-se-ia jogar muito melhor. No último programa ouvi o Mister Santos conjugar na mesma frase: Benfica e campeão. Foi dificil, mas se até este atrasado mental coloca esta hipótese quem somos nós para o contrariar ?!

Também gostei de ler as declarações do Mantorras: "Não tenho pressa o mais importante é recuperar a 100%" Se tivesse pensado sempre assim se calhar nesta altura estava a jogar à bola.

Por fim é por acaso que este benfica está à frente pois tem oscilações de forma muito grande, o plantel foi composto por acaso, o treinador foi escolhido por acaso, as substituições são por acaso (variam conforme o mês) e espero que por acaso o benfica continue na frente até ao fim.

ps: Quero ver qual vai ser o jogador que por acaso vai substituir o N. Assis. Se for o B. Aguiar espero que mostre todo o seu potencial de uma vez por todas, se for o Carlitos espero que ele só toque na bola na grande àrea do adversário (os passes para trás à queima já metem nojo). Se for outro qualquer que marque um golo de calcanhar e dê mais um para o simão marcar de cabeça !

quinta-feira, março 03, 2005

Empreiteiros

Será verdade que a nova construtora do centro de estágio e formação do Benfica, no Seixal, que substitui a Somague por ser muito mais barata, é uma empresa do actual presidnete do Sporting de Braga?
Aposto que o João Alves, para o ano, está no Benfica.

quarta-feira, março 02, 2005

Porto 1 - Benfica 1

O jogo de ontem mostrou várias coisas na equipa do Benfica:

Em primeiro lugar a falta de concentração, facilmente passam de uma situação de ataque em que quase marcavam golo para uma situação em que sofreram um golo. A equipa toda deve estar concentrada 90 minutos ! Se conseguissem fazer isto tinhamos eliminado o CSKA e ontem teriamos empatado o jogo a zero.

Em segundo lugar é gritante a falta de ambição que o Trap. incute na equipa. Joga-se quase sempre para o zero pacientemente à espera de marcar um golo. O problema é que como a equipa tem falta de concentrações frequentes acabar por sofrer um golo de marcar um de forma acidental.

Em terceiro lugar foi óbvio que o Benfica não tem pontas de lança. O Karadas tem a seu favor alguma luta que dá e contra si tudo o resto. O N. Gomes depois da última lesão parece um jogador/actor: encena que vai à luta e nunca põe o pé, finge que se desmarca sem nunca sair detrás do defesa, finge que passa, finge que recebe uma bola. Aliás é notório que todos os pontas de lança do Benfica demoram muito tempo na recepção, isto leva-me a pensar que os treinos são em versão soft com os nossos centrais a terem muito cuidado como entram nas meninas. O Núcleo dura passará muito bem sem o N. Gomes ! O nível do passe também é de bradar aos céus, não sei o que se passa. Se os pontas de lança fossem para a B acho que o Benfica B não era capaz de marcar golos tão cedo.

Em quarto lugar foi óbvio que o Benfica conseguiu dar a volta ao jogo imprimindo velocidade. Parecia outra equipa com uma dinâmica de jogo, infelizmente parece que ficaram satisfeitos com o 1-1. O grande problema do Trap é que é excessivamente calculista, no entanto ainda está lá na frente. Isto faz com que não percamos a esperança mas infelizmente não nos dá nenhuma esperança.

Em quinto lugar é óbvio que falta alguém que saiba jogar com o pé esquerdo. Tirando o Fyssas (no pior momento de forma desde que chegou) e o cabo-verdiano naturalizado francês (gostava eu de saber porque é que os comentadores não o tratam pelo nome) não existe mais ninguém. Associado a isto está a forma ridícula como são marcados os cantos no benfica. É preciso o Petit marcar muitos para ir uma de jeito até à area.

Em sexto lugar é nitido que o Petit julga que tem um pontapé canhão. Eu acho que o ainda vou ver a marcar um golo do meio campo ...

Em sétimo se formos campeões é com esta equipa que o vamos ser. Daqui a 25 anos hão-de ser todos convidados de mais um aniversário do Benfica. Mais cem e com pelo menos outros tantos títulos ! O Trap deixam-nos assim sem saber com o que contar, no entanto se os sócios acreditassem e enchessem o estádio da luz não teriamos perdido a eliminatória com o CSKA e se calhar tinhamos mais uns pontos no campeonato.

Por fim o nosso presidente voltou a definir 20 medidas para um benfica do século XXI. Um conjunto de intenções já defendidas à vários anos pela mesma pessoa e que pelos vistos não conseguem ser levados à prática. Para quem é um homem do terreno com excelentes ligações à banca não está a ser fácil.

ps: Desejo que o benfica seja campeão antes que saia o cartão salvador que nos vai permitir dominar o mundo e arredores.

terça-feira, março 01, 2005

Vergonha

Admito. O Porto foi roubado.
Acho que a bola, no lance do golo do Geovanni, não passou completamente o risco.

Um novo ciclo

O significado do empate do Benfica no Estádio do Dragão suplanta o ponto conquistado e a possibilidade de, por mais uma semana, o Glorioso permanecer no topo da tabela classificativa. O 1-1 traduz o fim de um ciclo. O fim da era portista que, na realidade, começou com Octávio Machado e que apenas foi anestesiada por José Mourinho.

O Benfica jogou esta noite contra o pior Porto dos últimos 10 anos. O empate vem acabar com um ciclo de 11 anos a perder no Dragão. Curiosamente, os mesmos 11 anos de jejum benfiquista em termos de conquista de campeonatos.

Este empate marca claramente um ponto de viragem no futebol português. A derradeira oportunidade de Benfica ou Sporting (re)conquistarem o predomínio da competição pela próxima década. Tenho dúvidas que o Porto consiga ganhar o campeonato. Tem de ir a Alvalade, e José Couceiro parece não ter arcaboiço técnico e argumentativa para evangelizar o pelotão portista. Pode ser que me engane, mas a época 2004/2005 vai marcar o início do domínio de um clube lisboeta nos próximos 10 anos (tal e qual como a época 94/95 marcou o início de um ciclo glorioso para os portistas).

Benfica ou Sporting? É complicado apostar. Tanto um como o outro têm argumentos para se chegarem à frente neste jogo do «winner takes it all». O Sporting tem a melhor equipa, mas o Benfica tem os melhores jogadores. O Sporting joga o melhor futebol, mas o Benfica é mais regular. O Sporting tem mais golos marcados (50), mas o Benfica tem menos golos sofridos (23). O Sporting tem um treinador que precisa de ganhar para se afirmar, mas o Benfica tem um treinador experiente e que saberá gerir um plantel nas alturas mais críticas. O Sporting ainda está na Taça UEFA, mas o Benfica pode ganhar a Taça de Portugal. Ambos os clubes têm os mesmos pontos (42), o mesmo número de vitórias (12), o mesmo número de empates (6) e o mesmo número de derrotas (5).

Este campeonato é mais que uma competição de uma época. É a disputa, a guerra, a campanha por 10 anos de glória. É o embalar para uma década de sucessos que culminará com finais europeias (o Benfica vai a duas finais da Taça dos Campeões Europeus no final de um ciclo iniciado nos inícios da década de 80).

E nem a estatística nos ajuda a saber qual o mais bem posicionado para iniciar este novo ciclo vitorioso. Se é verdade que os grandes clubes têm tendência a passar crises menos duradouras que os clubes mais pequenos (e desta forma o Benfica ganharia este campeonato, porque já lá vão 10 anos sem vitórias relevantes), também é verdade que o Sporting já não tem um verdadeiro ciclo vitorioso desde a década de 50, quando ganhou cinco títulos em oito anos (a melhor série de vitórias).

A ver vamos. De uma coisa podemos todos estar certos. Este ano, o título vem para Lisboa e o Pinto da Costa morreu para o futebol.