domingo, março 13, 2005

Carismático

Trapattoni explica como se deve entrar num jogo de futebol:

«Não podemos pensar nos outros. Temos de estar concentrados com aquilo que nos compete fazer. Isto acontece na nossa vida privada, pessoal ou profissional. Nunca podemos estar à espera que os outros facilitem. Temos de fazer por nós o nosso trabalho. Uma coisa é o coração e a simpatia, outra é a cabeça. E eu tenho de usar a cabeça. Se sou pragmático? Não sou pragmático, mas sim muito concreto. E só vejo uma equipa que joga dessa forma. O Chelsea, que faz o jogo todo bem suportado no meio-campo e joga com um avançado na frente. Isso é ser concreto. Se os adeptos não percebem isto, eu digo, espera lá fora que eu te explico.»

O maior