segunda-feira, outubro 31, 2005

Um fim-de-semana para esquecer

O resultado com a Naval foi péssimo. Perdemos dois pontos num campo onde o nosso adverário mais directo ganhou três. É verdade que fizemos um bom jogo, que o campo era um batatal, que o golo deles está fora de jogo e que o piriquito do Cajuda é dos nossos, mas este fim-de-semana era claramente para somar mais três pontos. Principalmente depois dos resultados dos nossos mais directos adversários.

O FC Porto empatou, embora tivesse existido um penalty claro sobre o Jorginho ainda na primeira parte.

O Nacional venceu e fico feliz quando há clubes que trocam de treinador a meio da época e esquecem-se que existe um senhor chamado Manuel Machado.

O Boavista empatou, embora devesse ter ganho, uma vez que o segundo golo sofrido nasce de um canto inexistente e há um adversário que se apoia claramente no defesa.

Agora é só esperar que o Braga não ganhe hoje.

sexta-feira, outubro 28, 2005

Leixões e Naval

O Benfica continua na taça o que é bom embora tenha sido bem à rasca. Perdeu-se muito a bola no meio campo defensivo. A exibição de alguns jogadores deixou muito a desejar.

Pela negativa destaco o Carlitos embora até tenha sido um dos jogos em que ele comprometeu menos. Várias bolas perdidas na zona defensiva, sem confiança no drible. Chegou a altura de emprestar este jogador e fazer subir um dos jogadores da equipa B. O mesmo deveria acontecer com o B. Aguiar já que nunca deverá ser convocado. A saida deste abriria espaço para um dos trincos da B.

O Mantorras precisa de aprender a dosear o seu esforço de forma inteligente. Com o problema que ele tem não consegue fazer as corridas que fazia, mas sempre que possivel deve pressionar os defesas na zona defensiva (como o fez quando o N. Gomes entrou) e tem de ser mais rápido quando tem a bola em seu poder. Penso que o treino que ele faz tirou-lhe muita da sua velocidade mas ainda acredito que há ali potencial que pode e deve ser explorado.

O Nereu pareceu-me nervoso mas finalmente o Benfica tem uma defesa de Betão.

O Camacho deu-lhe garra, o Trap competitividade e o Koeman está-lhe a dar qualidade.

ps: O Simão esteve impecável, no próximo jogo com o Villareal quero um nó ao Kromkamp seguido de golo e uma escorregadela de uma baliza à outra !

quarta-feira, outubro 26, 2005

Força Carlitos !

Há umas semanas atrás disse que, e vou cumprir caso perca a aposta, iria comprar uma camisola do N. Gomes se ele marcasse o golo da vitória nas antas e mais de 18 golos. Pelos vistos está próximo o dia da minha encomenda.

Hoje prometo que irei comprar uma camisola do Carlitos, desde que ele seja escolhido pelo jornal "A Bola" como o melhor em campo em mais de 5 jogos para a super-liga. Irei também comprar o CD com a sinfonia do maestro para acompanhar-me no trânsito.

Imagino a seguinte jogada: Carlitos consegue fintar dois gajos do Leixões, não contente com este facto salta para a bancada onde se entretém a fintar adeptos dos Leixões durante vários minutos, o suficiente para entrar no Guiness.

Gostava que o Mantorra resolve-se o jogo e que o Hélio Roque se mostrasse como elemento preponderante no manobra ofensiva.

Por fim ia tendo um acidente enquanto conduzia e lia a A Bola de ontem. Pelos vistos o Benfica já cedeu os passes de vários atletas jovens entre os quais o Manuel Fernandes assegurando contudo os interesses desportivos.

O plantel do Setúbal deve voltar à normalidade após o jogo com o Porto.

ps: Peço aos jornalistas que parem de chamar "Bento" ao "P. Bento".

terça-feira, outubro 25, 2005

O meu presidente favorito

O ano passado troquei algumas palavras de circunstância com Filipe Soares Franco.
Entre outras coisas adiantou-me que «achava muito bem o Estoril tivesse marcado o jogo com o Benfica no Algarve. Já fui presidente do Estoril e se fosse comigo fazia o mesmo que o meu amigo António Figueiredo fez».

Além disso, acrecentou qiue «o facto de o Benfica ganhar o campeonato é bom para todos. Alarga o mercado. Os benfiquistas ficam entusiasmados, compram o produto futebol e há efeitos de spillover para todos».

É de presidentes dos Sporting destes que a malta gosta! Ah ganda Filipe!

segunda-feira, outubro 24, 2005

Treinadores melancia

Os três últimos treinadores dos lagartos são do Benfica desde pequeninos. É uma espécie de atracção pela lampionagem.
Qual é a conclusão que se tira daqui? O Simão, o Mantorras e o Manuel Fernandes dificilmente serão treinadores do Sporting. Já o João Pereira...

domingo, outubro 23, 2005

Se ganharmos à Naval...

...podemos estar a viver uma dequelas séries de 10 vitórias seguidas que levam qualquer equipa ao título e que desfazem a moral de qualquer adversário.

PS: Era tão bom que depois de jogarmos com o Leixões no Bessa, jogássemos com a Naval em Coimbra. O que eu me ria!

sexta-feira, outubro 21, 2005

Estrela

O jogo contra o Estrela é importante porque não nos podemos atrasar em relação ao primeiro, neste momento o Braga. Temos que manter ou reduzir a desvantagem por forma a ir a Braga sem grande pressão. Há que continuar na crista da onda.

A lesão do Moreira foi um grande golpe, quer pela sua gravidade quer pelo facto de ir demorar muito tempo a recompor-se. Quando li "cartilagem" comecei a pensar no Mantorras. Desejo que esta seja mais rápida e que o jogador regresse me força. Tenho pena porque este ano ele mostrou em especial nos primeiros jogos que tinha evoluido como jogador (reposições de bola com a mão, melhor a sair dos postes) e por isso teria grandes hipóteses de ir ao mundial.

Não sei quem vai jogar à baliza, mas que quer que seja espero que faça uma grande exibição. Para mim há três tipos de jogador:

a) Os que jogam bem com qualquer camisola
b) Os que não conseguem jogar com a camisola do Benfica (tem sido tantos os casos nos últimos 10 anos)
c) Os que quando colocam a camisola do Benfica dão tudo o que tem !

Em geral os jogadores das escolas são do tipo c). Os sócios também já aprenderam que durante o jogo não vale a pena estar a assobiar, os 11 que entrarem são os que vão lutar pela vitória e há que apoiá-los. Aliás todos os jogadores que à dois anos nos deram o título de juniores nas Antas deveriam ter como prémio um jogo pela equipa principal.

Por fim espero que para a taça não se façam grandes alterações pois é um jogo a eliminar. Ou então que elas surtam o efeito desejado, já chegou o ano passado ver a equipa a arrastar-se contra a Oliveirense. Eu gostava de ver o Hélio Roque para ver se evoluiu e o Carlitos para ver se ele consegue finalmente passar de jogador tipo b) para jogador do tipo c).

ps: Gostava de ver o Nelson naturalizado ainda este ano e se possivel ve-lo no mundial !

quinta-feira, outubro 20, 2005

Paulo Bento é o novo treinador da equipa com o melhor futebol da Europa...

...dentro de um (no máximo dois) meses, avança o treinador dos juvenis.

quarta-feira, outubro 19, 2005

Liga dos campeões

O Benfica precisa de passar à próxima fase por forma aos seus jogadores ganharem experiência ao mais alto nível e assim poderem desenvolver as suas qualidades futebolisticas.

Se não passar também não fico lixado, há várias etapas que tem de ser seguidas. E se não der para as queimar ao menos que não se regrida.

Quanto ao jogo de ontem uma nota especial para o golo espectacular do M. Fernandes. Deu-nos mais um balão de oxigénio e mais um fim de noite bem passada. Poderiamos ter feito mais mas nem sempre é possivel.

O Nereu teve impecável, não sei se ele tremeu como toda a nação Benfiquista mas não o mostrou. Notável a equipa na primeira parte, ele nem teve direito a fazer uma defesa.

Continuar a trabalhar para integrar o Karagounis na movimentação da equipa.

ps: Não sei quantas épocas vai ser possível aguentar o Nelson no Benfica. A finta aos três jogadores do Villareal é simplesmente espectacular.

terça-feira, outubro 18, 2005

Venham os ataques à minha opinião

Acho que não deviamos queimar etapas.
Preferia que o Benfica ficasse em terceiro e fosse à UEFA do que passar o grupo na Liga dos Campeões.
Fora da Liga dos Campeões podemos atacar o Campeoanto de outra forma.
O nosso objectivo é, e tem de ser, reconquistar o campeoanto. Temos de assegurar uma dinâmica de vitória interna antes de atacar a Europa.

Costinha deve ter levado muito na cabeça !

Costinha (Dinamo de Moscovo "Todas as pessoas sabem que sou sportinguista desde pequeno. Quando regressei a Portugal disse que gostava de jogar no FC Porto, onde queriam ganhar sempre tudo e os valores da familia eram defendidos. Recusei uma proposta do Benfica, podia ter ido para o Sporting, mas escolhi o FC Porto. Num segundo regresso, não sei o que acontecerá."

O Costinha queria dizer que escolheu o Porto porque mais ninguém lhe ofereceu contrato. Esta dos valores de familia é para rir ! A não ser que esteja a falar da familia mafiosa. Foi tão bom que deste de fuga mal o barco começou a inclinar. Se não tem sido o Mourinho não tinhas títulos e possivelmente já não estarias na selecção.

Mereceste os tabefes que levaste ! A ver se para a próxima não te metes noutra.

ps: Ouve-se dizer que em Moscovo também se protege e bem os valores da familia !

Calheiros e Companhia

Ontem à noite fiquei a ver o jogo Porto-Benfica nas Antas no ano em que o Toni foi campeão. O árbitro era o Calheiros e os auxiliares eram os seus manos. Um dos melhores trios (segundo o Pinto da Costa). Fiquei a pensar porque é que os manos gémeos não tiveram direito a uma viagem ao Brasil (ou tiveram). Será que as propostas eram aceites em grupo, ou cada um operava individualmente ?

Quando ontem ouvi na rádio um adepto do porto a dizer que no Norte eles sabem tratar da saúde a quem é teimoso. Eu fico a pensar que o monstro está incontrolável e os próximos capítulos vão dar que falar na televisão. Nada se resolve à força nem ao pontapé, as decisões tem que ser pensadas e tomadas por quem manda. Agora era engraçado ver alguém se enterrar no ódio que ele tão bem soube fomentar nos últimos anos.

Por fim desejo que os jogadores tenham recuperado do esforço nas Antas. Vai ser um jogo bem dificil pois o Villareal tem bons jogadores, é preciso ir jogar com muita calma, reagir se as coisas começarem a correr mal e continuar a controlar se houver sorte. Sem medo, com humildade e confiança espero que continuem a dar uma boa amostra do que é jogar à Benfica !

Vergonha no Dragão

Os avançados do Benfica só conseguiram marcar 2 golos ao Ricardo Costa e ao Bruno Alves. Parece-me uma vergonha ter sido tão pouco.

Eu recordo que, nos Jogos Olímpicos, até o Iraque conseguiu espetar 4 a esta dupla de centrais do outro mundo.

O merdas do Miguel

Primeiro que tudo, este post não é sobre o Miguel Sousa Tavares.

O Miguel (ex-jogador) disse que vai ver o jogo do Villarreal com o CAMPEÃO NACIONAL e vai torcer pelo Benfica.
Quero que te fodas, Miguel. Não me falas ao coração com essa merda. E espero que tenhas pago o bilhete para ver o jogo. É que só assim é estás num estádio onde se joga a Liga dos Campeões, meu porco de merda!

segunda-feira, outubro 17, 2005

Nuno Gomes e Companhia

Conforme prometido só falta ao N. Gomes marcar mais alguns golos para eu comprar a sua camisola (+18). Caso tenha de a comprar vou escolher "Nuno G." ou "NGolo", também não gosto do Gomes.

Em relação às época passadas e ao inicio desta tenho que destacar que ele está num dos seus melhores momentos de forma, sem barriga e a fazer o melhor que ele sabe que é tabelar. Confesso que as desmarcações para os dois golos não são habituais nele mas há algo nele de diferente, acho que são um conjunto de três factores:

1 - A festa de campeão e o querer repetir da festa;
2 - O próximo mundial;
3 - Relação estável.

Espero que ele continue sem medo, embora já se sabe que os adversários vão continuar a marcá-lo.

O N. Gomes foi um dos que jogou bem nas Antas, mas para mim o Quim, o Luisão, o Anderson, o NELSON, o Petit e o Manuel Fernandes estiveram impecáveis. O Nelson é para mim um dos melhores laterais direitos que já vi no Benfica. Se mantiver esta regularidade vai ser concerteza um dos melhores. O Petit como recuperador de bolas e a controlar o jogo e o àrbitro não há melhor. Um gajo que conhece a ciência da bola e que a domina como poucos.

Obrigado a todos por um sábado bem passado ! Há que destacar os dirigentes, que estiveram em grande ao escolherem o Porto para pernoitar e escolta para se protegerem. Uma vitória para o Veiga que escolheu este plantel e este treinador ! Agora há que continuar a trabalhar como o treinador disse.

Por fim gostaria de agradecer ao Lucilio Batista o facto de me ter ensinado como é que se mostram amarelos. Em regra com duas faltas, não interessa onde e outras vezes é com três faltas (depende em que equipa se joga). Quando o gajo é Brasileiro e do Benfica com duas vai logo para a rua. Se o Anderson e o Luisão tivessem feito faltas tinham ido para a rua. Uma aldrabice completa ! A sorte é que a vitória foi sem espinhas !

Se o porco que cabeceou o N. Gomes não o tivesse feito teria ido para a rua com vermelho directo ? Eu tenho ideia que não, aliás o L. Batista só toma uma atitude depois do cabeceamento. Aconselho os árbitros a levarem uma escolta policial e um par de tomates sobressalente por forma a apitarem nas Antas com alguma dignidade.

A azia do comentador da SportTv era por demais evidente. É fodido perder ....

Partia-te essa bilha toda!

Mais importante que os resultados dos jogos é, para mim, algo que se passa e que, sinceramente, me preocupa. A impunidade com que se agride no Porto é inacreditável.

Não falo dos climas intimidatórios nos estádios. Isso é normal. A mim já me apeteceu partir os dentinhos ou a bilha (enquanto lhes agarrava pelos cabelos e dava palmadas nas nalgas) a lagartos e tripeiros (consoante fossem homens ou mulheres e por esta ordem) que estavam nas bancadas do Estádio da Luz.

O que me preocupa verdadeiramente é pensar-se que adeptos de nenhum clube podem fazer a festa, seja na Avenida dos Aliados, em Gaia ou no raio que o parta, se não forem afectos ao FCP. Isto é inaceitável. Em todo o resto do País, incluindo Lisboa, os adeptos do Porto sempre puderam fazer a festa, desde que de forma ordeira e sem acirrar ânimos.
Desconfio que, da próxima vez, haja quem queira arranjar merda em Lisboa.

Mas este clima de terror já se repetiu as vezes suficientes para que as autoridades o investiguem. Afinal, as caras são sempre as mesmas: nos Aliados, Gaia, a partir vidros do autocarro do Benfica, a causar estrondos às 3 da manhã junto a hóteis no centro da invicta, a escoltar o namorado da puta no tribunal de Gondomar, atrás da baliza do Baia, a bater no Derlei no aeroporto e a andar de Porsche na Avenida da Boavista. Não há ninguém que saiba o nome deles?

Para o Papoilas

Olha, o custo total da camisola, já com nome (Maria Amélia) e número (21) atrás é de 77 euros.
Está à venda na Loja do Benfica online.

Melhor Futebol da Europa 0 - Académica 1

Em Agosto quase caiu o carmo e a trindade quando empatámos com a Académica em Coimbra. «Campeão sem fôlego», «Partida em falso das águias» e coisas assim vieram à baila. Dois meses depois já somos muita bons e os outros «una mierda». É assim meus caros. O Sporting teve ontem uma derrota bem Vingada. E se não atinam para a semana apanham outro Galo.

domingo, outubro 16, 2005

15 Explicações para vitória no Dragão

Quim - É bom voltar a ver o nosso melhor keeper na baliza.

Nélson - Com Miguel tínhamos um extremo que não sabia defender. Com Nélson temos um defesa que sabe atacar e...assistir nos golos.

Luisão - É o patrão.

Anderson - Impenetrável. O nosso melhor central

Leo - Manda umas sarradas valentes, defende bem e vai subindo de vez em quando. Tem é de aprender que isto não é o Brasil.

Karagounis - Só precisou de 23 minutos para baralhar as contas do Adriaanse com a lesão do Lisandro. Até a mim me doeu!! O gajo devia ter pensado: «Ficámos sem o Miccoli, deixa-me cá aplicar a lei da compensação».

Armando Teixiera (Petit) - O Maior!

Manuel Fernandes - Distribuiu fruta que não foi brincadeira. Diegos, Jorginhos e Luchos já se encolhiam.

Nuno Gomes - 2 Golos e uma expulsão provocada é mais que suficiente para fazer dele o homem do jogo para os jornais (para mim foram Luisão e Anderson). Gostei quando ele disse na conferência de imprensa que tinha estado nas Antas quando o Cesar Brito marcou os dois golos. Só não explicou foi que cachecol trazia ao pescoço. É que o «Gomes» ainda me está atravessado. Se ele for do Benfica desde pequenino vou começar a chamá-lo Nuno Miranda (de Diamantino Miranda).

Simão - Apesar de não ter estado nos melhores dias (note-se que não está em nenhum dos golos) esteve bem no apoio à defesa.

Geovanni - Este é homem de jogo grande e voltou a prová-lo

Karyaka - Assim do nada ganhámos um jogador. Titularidade em Villareal já!

Ricardo Rocha - Quando entrou ainda pensei que ia ter tempo de distribuir fruta no Quaresma, mas não teve oportunidade.

Koeman - Uma palavra para o homem que criteiquei tanto no início da época. Ele continua o principal responsável por termos perdido 8 pontos em 3 jornadas, mas ultimamente tem estado muito bem. No Dragão venceu antes, durante e depois do jogo. Antes porque veio com aquela história de não convidar o outro para o aniversário e já no Verão tinha dito que a grande diferença entre ele e Adriaanse eram os títulos. Durante porque esteve muito bem a montar a equipa: Anderson em vez de Rocha, Kara em vez de Geo e quando Miccoli saiu por lesão não caiu na tentação de lançar Mantorras. A entrada de Karyaka também foi bem metida. Venceu ainda depois do jogo, porque quando leh perguntaram se o Adriaanse o tinha cumprimentado, ele disse: «Cumprimentou mas não disse nada. Antes do jogo ainda falámos, porque ele veio receber-me à entrada do túnel. Agora depois do jogo não me disse nada só me paertou a mão. Não percebi!»

Começo a gostar dos mind games do Koeman.

FCP 0 - Campeões 2

Foi limpinho.

sexta-feira, outubro 14, 2005

Sem medo

Gostei de ver que este ano o Benfica vai voltar a pernoitar no Porto cidade. Está mais que provado que o Porto cidade não tem nada a ver com o clube, e os Benfiquistas do Porto merecem ter os jogadores do Benfica próximos uma vez por ano.

Também desejo que os jogadores mostrem muita calma no desenrolar do jogo. Não é preciso ir para lá jogar desesperadamente ao ataque, o que é preciso é controlar e impor o nosso estilo de jogo. Até ao fim dos 90 minutos tudo vai ser possivel.

A intimidação vai ser feita, os jagunços vão aparecer mas não há que ter medo. Quando um dia dermos a volta por cima os jagunços já não vão ter tanta vontade e pode ser que alguns fiquem pelo caminho de darem tantas cabeçadas na parede.

O que o Benfica precisa é de certa forma ter um estádio intimidador que faça de forma mais limpa o trabalho destes jagunços no interior do estádio. Estamos cada vez mais próximos disso. Os sócios já perceberam que tem sempre que apoiar a equipa durante o jogo.

A perda de força do Porto coincidiu com o começo da Sad mas nem tudo correu bem. Como os mafiosos que se querem endireitar há hábitos que ficam e há processos que já não correm tão bem pois os caminhos escolhidos não são os mais directos. O que os safou foi o Mourinho durante 2 anos. Neste processo de aburguesagem chegaram a um ponto em que já não sabem o que fazer. Sem o Mourinho estão orfãos e mais do que nunca acessiveis. Há escandâlos, mas em relação à decadas de 80/90 são histórias de embalar.

O Benfica só tem é de traçar o seu caminho, de ter objectivos e de se manter fiél a ele. É o que esta direcção está a fazer com mais ou menos sucesso.

Tal como o ano passado desejo que o Veiga e o Vieira passem lá um mau bocado pois é sinal de que o Benfica saiu de lá vitorioso. Aliás o mais certo é todos sairem de lá amachucados, mas é por uma boa razão. Espero que na comitiva estejam lá seguranças em número suficiente.

Força Benfica !

quarta-feira, outubro 12, 2005

Estamos a falar de ameaças vindas de grupos organizados

Em semana de clássico é bom recordar as palavras de Costinha sobre o campo de concentração portista.


Entrevista de Alexandra Tavares Teles "Sábado" a Costinha

ATT - Alguma vez se arrenpendeu de ter ficado no FC Porto depois do Euro 2004 e da saída de Mourinho ?

Costinha - Atentendo ao que se passou, fiquei um bocado arrependido. Perdi tempo. Havia vários clubes interessados, mas o FC Porto convenceu-me de que era uma peça importante para a equipa, um factor de estabilidade no balneário. Tinha um contrato muito bom, acima das possibilidades do mercado português e achei que devia ficar. Fiz mal.

ATT - Pelos resultados desportivos ?

Costinha - Por tudo. Nunca pensei que o FC Porto se destruísse em tão pouco tempo. Da equipa campeã europeia apenas ficaram 10 jogadores. A equipa ficou sem identidade, sem espírito. Na época anterior, era habitual ver 10 ou mais jogadores no mesmo restaurante sem ter havido qualquer combinação. Era um prolongamento dos treinos e dos jogos. Com tantas saídas e tantas
entradas, cada um ficou para seu lado. Não consegui perceber que tipo de política foi esta nem o que se prentendia obter com ela.

ATT - O FC Porto apontou razões financeiras...

Costinha - Pelos valores a que venderam o P.Ferreira, o Deco, o R.Carvalho e ainda o Mourinho, não era preciso vender mais ninguém. Ia buscar o Seitaridis, um médio e pronto. Assim , sim: seria possível reorganizar a equipa, pô-la de novo a funcionar.

ATT - Terá sido uma opção de Del Neri...

Costinha - Não me parece que lhe tivesse sido dado o poder de desfazer equipas campeãs da Europa.

ATT - A sangria na equipa continuou com Fernández...

Costinha - Fernández construiu uma equipa e depois venderam-se mais jogadores.

ATT - Derlei foi dispensado por vontade de Fernández ?

Costinha - Isso é mais complicado. Para perceber a saída de Derlei é preciso encontrar quem está por detrás dela. Não admito que um grupo de adeptos venha criticar e enxovalhar, com faixas provocatórias, um atleta que deu ao clube aquilo que Derlei deu. E mais espantados ficámos quando ninguém do FCPorto tomou uma atitude. Pelo contrário. Essa gente, depois
de insultar os jogadores, entravam nas instalações do clube com um livre-trânsito e ninguém fazia qualquer reparo. E mais: de dia ameaçavam os jogadores e à noite jantavam com dirigentes do FC Porto. Que pensa um grupo quando sabe que quem os insultam e ameaçam janta com dirigentes do clube ?

ATT - Conhece o presidente dos Super Dragões ?

Costinha - De vista. Ele diz-se profissional de claque e, pelo que aparenta, tem uma profissão rentável. Muitos jogadores do FC Porto não ganham para comprar Porches e ele tem um.

ATT - Acha que as claques serviram para branquear as decisões da direcção que falharam ?

Costinha - Não sei. Sei que tenho no meu corpo marcas que provam o que dei ao clube. Joguei lesionado e joguei infiltrado, fi-lo porque quis e por dedicação. Ganhei tudo o que havia para ganhar. E ainda andam a correr atrás de mim para me fazer a vida negra?! E os responsáveis, os directores não fazem nada ?

ATT - Foi ameaçado ?

Costinha - Sim, mas como tenho um grande amigo na cidade do Porto o caso teve um fim pacífico.

ATT - Qual foi a situação mais complicada ?

Costinha - Quando o FC Porto empatou na Madeira com o Nacional, os desacatos começaram logo no aeroporto do Funchal. As claques provocaram com insultos todos os jogadores, sobretudo o Raul Meireles, que tivera o azar de fazer um autogolo. Foi mesmo agredido fisicamente, com uma garrafa. Eu estava no Porto, a recuperar de um traumatismo craniano, mas soube o que se estava a passar porque telefonei a vários colegas, por solidariedade. E perante o que ouvi decidi ir ao aeroporto do Porto esperar a equipa. Levei dois amigos, para não levar dois guarda-costas, e tive razão, porque quando lá cheguei vi um bando de 60 ou 70 Super Dragões. Os jogadores foram os primeiros a sair do avião e a levar com aquela gente toda, com insultos, com agressões, enquanto os dirigentes ficaram dentro do avião, protegidos. Apenas Reinaldo Teles saiu. E a verdade é que aquela gente agrediu atletas. Na época passada tudo foi permitido no FC Porto.

ATT - Nunca tentou falar com o presidente ?

Costinha - Não. Eles é que decidem. Quando acertam, dizem que acertam, quando erram não dizem nada. Tinhamos jogadores campeões da Europa a ganhar 5 escudos e outros sem nada ganho com ordenados muito superiores. E eu tentava ajudar falando com eles.

ATT - O mau comportamento da equipa nos jogos em casa esteve relacionado com este ambiente ?

Costinha - Foi uma das questões da época e a explicação. É muito simples: alguns jogadores não conseguiram jogar por medo. Estamos a falar de ameaças vindas de grupos organizados. Por mais que alguns de nós tentasse criar um ambiente desinibido, houve quem ficasse em pânico por falhar um passe ou uma jogada.

ATT - Foi por isso que jogadores como Luís Fabiano renderam pouco ?

Costinha - Luís Fabiano foi um dos que se deixaram apanhar por esse medo.

ATT - Estamos a falar das mesmas pessoas de quem Mourinho se queixou ? Costinha - Claro. Estou por dentro da história, mas não a posso revelar sem autorização dele. No entanto, posso dizer que aquilo que fizeram ao Mourinho foi uma vergonha.

ATT - O que fez Pinto da Costa para evitar esses problemas ?

Costinha - Ele continua a ser um grande líder, mas nos maus momentos não basta dizer que a equipa perde porque o Derlei só gosta da noite ou porque o Costinha só gosta da noite. Bodes expiatórios, não. É fácil atribuir a destruição da equipa campeã do Mundo a Del Neri, é fácil atribuir o despedimento dele ás pressões dos jogadores, é fácil atribuir a Fernández o esvaziamento, em janeiro, da equipa, e é fácil convecer a massa associativa, através da colocação estratégica de meia dúzia de Super Dragões num estádio, de que a culpa é dos jogadores. E assim protege-se a direcção. Mas eu não sou dos que ouvem, vêem e ficam calados. A equipa e o espírito de Mourinho foram completamente destruídos.

ATT - Foi para Moscovo só por causa do dinheiro ?

Costinha - Quando deixar de pensar em ganhar títulos, vou escolher um clube mais pequeno para que não me chamem chulo.

ATT - Mourinho nunca o convidou ?

Costinha - Em Novembro de 2003, Mourinho disse-me que no fím da época seriamos campeões Europeus, que ele iria para um grande clube e perguntou-me se queria ir com ele. Disse que sim. Depois isso não se concretizou, mas não lhe quero mal por ter levado o Paulo, o Tiago e o Ricardo. Continuo a falar com ele regularmente.

ATT - E quando regressar a Portugal ?

Costinha - Todas as pessoas sabem que sou sportinguista desde pequeno. Quando regressei a Portugal disse que gostava de jogar no FC Porto, onde queriam ganhar sempre tudo e os valores da familia eram defendidos. Recusei uma proposta do Benfica, podia ter ido para o Sporting, mas
escolhi o FC Porto. Num segundo regresso, não sei o que acontecerá.

ATT - Aconselhou Miguel ao Dínamo ?

Costinha - Aconselhei. Como jogador e como homem. O Miguel não quis vir e
acho que fez bem. É novo e tem outros clubes interessados para onde ir.

quarta-feira, outubro 05, 2005

Um pacto para a próxima década

No programa da TSF «Bancada Central» de ontem, um sportinguista, irado com o estado do seu clube, fez o seguinte comentário à 6ª jornada:

«O Porto foi muito beneficiado, mas eles que se ponham a pau, porque na próxima jornada vão pagar caro este benefício, porque o Benfica não dorme e o sistema é o mesmo do ano passado».

Ora, como as palavras comprovam (e atenção que o timbre de voz também dizia tudo), este senhor está num estado nirvana tal que não consegue perceber que o sistema nunca esteve sedeado em Lisboa. Mais, se estivesse do lado vermelho da segunda circular, como explicam os 10 campeonatos perdidos? E depois em que ficamos: o Porto é beneficiado, mas vai pagar no Dragão? Pagar o quê e a quem?

Os sportinguistas ainda não perceberam que, em termos de sistema, têm tudo a ganhar em fazer um Tratado de Tordesilhas com o Benfica. Sentavam-se à mesma mesa e dividiam os campeonatos de acordo com o peso de cada clube:
Nos próximos 10 anos, 6 campeonatos são do Benfica, 3 vão para o Sporting e um para o Porto (este é para não dar bandeira).
Foi isso que o Porto fez, mas sozinho (o Benfica e o Sporting estavam tão mal que não tinham capacidade negocial). Em 10 anos ganharam 7 e deixaram 2 para o Sporting e um para o Boavista.

terça-feira, outubro 04, 2005

Tento na língua

Ir para o PSG foi, dizia ele, um degrau acima na carreira.
Vejam onde ele chegou:
http://www.maisfutebol.iol.pt/noticia.php?id=591824&div_id=1442

Muito cuidado quando se cospe para o ar.

O sistema anda aí

O Benfica não mereceu ganhar este jogo. Só levou os três pontos porque o árbitro ajudou.
Se repararem, o primeiro golo é sequência da marcação de um livre sobre o Nuno Gomes. A falta existe, mas é resultado de uma jogada pela direita que nasce de um lançamento de linha lateral mal assinalado porque, antes, há um toque duvidoso de um jogador do Benfica sobre as costas de um atleta do Vitória.
Em relação ao lance do Simão só não vê quem não quer que há um jogador do Benfica fora-de-jogo no outro extremo do campo que tapa a visão ao árbitro auxiliar. Se ele não consegue ver o desenrolar da jogada, como pode ter ajuizado bem o remate do Simão?

Levados ao colo. Tenho dito.

PS: Não se ponham a pau, não. Já vi o suficiente deste filme. Vamos ser ROUBADOS ao longo do campeonato.

Goleada na ressaca

Um dos resultados da Liga sueca do passado fim-de-semana:
Djugarden 6 - 1 Halmstad.

É preciso dizer mais alguma coisa?

segunda-feira, outubro 03, 2005

Não esquecer...

...que as nossas três vitórias no compeonato foram conquistadas frente ao Penafiel, União de Leiria e Guimarães. Respectivamente, o último, penúltimo e 15º classificado.

12º Jogador

A vitória do ano passado esteve de certa forma relacionada com a mudança de atitude dos sócios e simpatizantes do Benfica. Durante o jogo e a começar do minuto zero deve-se apoiar sempre a equipa.

Há que acreditar sempre, e nunca se deve levar dois golos de seguida. Só mantendo a mesma atitude é que se consegue ganhar pontos que são importantes no somatório final.

Não gosto de alguns jogadores pois acho que o Benfica merece mais e melhor mas durante o jogo não assobio. Posso desabafar ofendendo o jogador e os seus familiares mais chegados, mas há que perceber duas coisas. A primeira é que não é para o jogador levar a sério e a segunda é que sou um tipo exigente que quer que o Benfica ganhe por muitos.

No fim do jogo descasco nos gajos que merecem (na minha opinião). Todos nós temos a nossa equipa favorita.

O que há que alertar é que nós como 12º jogador temos que nos habituar a que o campeonato está mais competitivo. Os nossos são em geral melhores e mais regulares só que um jogo é um jogo.

Vamos gritar "Benfica" em todos os jogos. Os incentivos em Manchester foram demais ! Agora tem de ser em todos os jogos.

Hoje temos uma grande oportunidade ... Concordo com os que dizem que quando o Koeman não inventa é bom sinal. Vamos aos 3 pontos mas com o Pacheco vai ser bem dificil !

domingo, outubro 02, 2005

Tenham medo, tenham muito medo

1 golo mal anulado ao Marítimo (aos 10 minutos de jogo a equipa da Madeira ficava a ganhar 2-0)
1 penalty por assinalar contra o FC Porto
2 jogadores expulsos para o Marítimo (o segundo não se sabe bem porquê)
1 falta por assinalar sobre o guarda redes do Marítimo já em tempo de descontos (Hugo Almeida quase marcava na sequência desse lance)
5 + 2 minutos de compensação

O FCP não perdeu 2 pontos na Madeira. Ganhou 1!!!