sexta-feira, setembro 28, 2007

Derby

Gosto mais de ganhar ao Sporting do que de ouvir Vangelis em double speed e charrado.

Duarte Gomes

Veio pedir desculpa e dizer que errou. Fica-lhe bem. Bastou-lhe uma noite para isso.
Só é pena que seis anos não tenham sido suficientes para reconhecer que errou quando o Jardel caiu sobre o Caneira e ele tenha marcado um penalty, também no último minuto.

quinta-feira, setembro 27, 2007

Castigo

Reacção 1:

Abre os olhos Proença ! Benfiquista é este árbitro auxiliar que manteve o Benfica numa competição de merda para dar rodagem ao Freddy Addu e para se testar quem é que consegue driblar mais jogadores em menos tempo, se o Cebola se o Maria.

Reacção 2:

Aquele fiscal de linha é um grande ladrão, fez de propósito por forma ao Benfica ter de continuar nesta taça merdosa. O mais certo é ter recebido a 5 minutos do fim um telefonema do presidente verdusco da liga por forma a facilitar. Sem o Benfica nesta competição já ninguém fingiria ter interesse por ela.

O jogo foi tão triste, mas mais triste foi ver um alemão, um Ganês, dois Uruguaios, um Argentino, um Camaronês, um Chinês e mais uns quantos a não funcionarem como equipa. Dispensas em Dezembro:

a) N. Assis - Estou farta da pequena rotação sempre que tem a bola. Numa outra dimensão, bem mais pequena, faz-me lembrar a fase em que toda a gente se questionava aonde é que o João Pinto seria capaz de render. Quem é que o mandou marcar os livres !?

b) Miguelito - Há jogadores que não tem a estrutura mental necessária para jogar no Benfica, tão simples quanto isto.

c) Andre Diaz - Outro gajo que é tão fraquinho que não há nada a dizer. Naquela posição, meio do campo, não tem lugar em nenhuma equipa da liga Vitalis. Faz-me lembrar aquelas promoções: se comprar um shampoo XPTO leve de borla um amaciador.

d) Butt e Zoro - Contratarem gajos por salário elevados que não são mais valias, nem tiram o lugar a ninguém só mesmo na cabeça do Veiga e do Santos.

O Di Maria está a precisar de levar um tratamento choque no banco e o cebola para lá caminha. O Camacho tem mais uma semana para implementar o seu esquema, mas misturar pré-época com competição não é fácil.

Quanto ao Freddy Addu só tenho a dizer que faz cruzamentos como poucos e tem um excelente dominio de bola. Foi o único que ontem mereceu mais um jogo nesta competição que nasceu mais do que torta. Aproveita ADU!

Plantel fraco?

Para aqueles que dizem que a segunda linha do Benfica é fraca, contraponho. Aquele extremo-direito não me parece mau. Esteve discreto o jogo todo, mas no final acabou por, sozinho, decidir.

quarta-feira, setembro 26, 2007

Hoje há seca…

Não gosto da Taça da Liga. Acho que é uma competição de idiotas, com regras estúpidas e que não traz nada de novo ao futebol.

É uma competição de idiotas porque foi pensada pelo Hermínio Loureiro e arquitectada por representantes de Sporting e Boavista. Nem me vou alongar mais sobre isto.
Tem regras estúpidas. A fase de grupos para apurar os dois melhores para jogar uma final é inovadora. Mas decidir finalistas através do consumo de bananas fora do prazo também o seria. Mas isso era estúpido, não era? A regra de jogar com cinco titulares nas últimas duas jornadas também é querida. Por um lado, quem a pensou não conhece o departamento médico do Benfica: capaz de arrasar com uma equipa inteira em quinze dias. Por outro, os próprios organizadores admitem que esta é uma competição sem interesse e, por isso, é melhor garantir que os grandes jogam com alguém conhecido.
Não traz nada de novo. Dinheiro? Só para, na melhor das hipóteses, três clubes por eliminatória. A Unicer paga – mal – a Taça (Carlsberg Cup) num contrato que é um arranjinho (aqui também está metido patrocínio da segunda divisão, a conhecidíssima Liga Vitalis) e a RTP é obrigada a dar um jogo por jornada. Não sei se sabem mas transmitiu o vibrante Portimonense – Rio Ave em Agosto. Não se lembram, pois não? Glória? O vencedor ganha um caneco e não vai às competições europeias. Dito isto, até estou com pele de galinha.

Resultado: detesto a Taça da Liga. Não percebo porque existe e porque o Benfica se meteu nela.

PS: Exijo que a ganhem.

terça-feira, setembro 25, 2007

Sabia que (2)…

… a expressão «15 minutos à Benfica» surgiu logo no início da vida do Sport Lisboa? Foi Manuel Goularde, antigo jogador e dirigente, quem pedia às equipas do (ainda não) Benfica que guardassem as energias para o quarto de hora de jogo final e, aí, dessem tudo o que tinham em busca da vitória.

segunda-feira, setembro 24, 2007

Super Sayan

A versão super Sayan do Beto foi a única coisa que ficou do jogo, um pouco mais de agressividade e menos erros e teremos um jogador bem útil. Também gostei do Quim e do Katsouranis.

Na 2ª parte quando o N. Assis entrou para dar a volta ao resultado já se esperava que não iria acontecer nada.

Gostava de ver o Rodriguez na direita com o Maxi e o Di Maria na esquerda.

O que eu não gostava mesmo era de voltar a ver era o Luis Felipe a jogar com a camisola do Benfica.

Tenho pena que o Cardozo e o N. Gomes estejam cada vez mais parecidos.

Não gostei das declarações do Camacho no fim mas este ano não é possivel pedir muito mais do que lutar até ao fim em todos os jogos, o que não foi o caso do jogo de ontem. A certa altura parece que toda a gente estava satisfeita com o 0-0, até eu.

sexta-feira, setembro 21, 2007

Sabia que… (1)

…as primeiras camisolas do Sport Lisboa, em 1904, eram aos quadrados vermelhos e brancos. Assim mesmo como a camisola da Croácia. Só em 1905 se adoptou a camisola toda vermelha como foi emulada no centenário do Clube. Esse equipamento foi inspirado na primeira fotografia conhecida de um team do Sport Lisboa, que data do ano a seguir à fundação.

quarta-feira, setembro 19, 2007

Um Fernando Aguiar

Era o jogo mais fácil da época. Provavelmente pela única vez este ano, não vinha mal ao mundo, se perdessemos. E perdemos. E não vem mal ao mundo.
Porque perdemos? Indiscutivelmente, porque o Milan é MUITO melhor que nós. Das equipas que jogaram contra nós nos últimos anos (incluindo Liverpool, Inter, Barcelona, Machester) eles são, de facto, de outra galáxia.
Começámos mal. Com o JAC a inventar. Aquela dupla de centrais – de 19 e 21 anos – não lembra ao diabo. Coitados dos putos que olharam para a frente e vêm o Pippo e o Kaka e o Seedorf e tal. E comçeo a pensar se o Katsou não será melhor central que médio. Depois a deriva do Maxi para o centro fez-nos perder um apoio do Luís Filipe, claramente a mais na equipa. O Maxi disfarçou a incapacidade do jogador de Coimbra durante dois jogos, mas ontem foi evidente que o Nelson tem de jogar e que continua sem concorrência.
No primeiro golo, há culpas do Quim. Toda a gente sabe que o Pirlo vai meter a bola no canto da baliza. Só não se sabe em qual dos quatro. Mas a partir daí, arrancou uma exibição que me faz ficar de boca aberta. Grande Joaquim. Já o segundo golo é ridículo. Uma equipa que bate um canto NÃO pode sofrer um golo de contra-ataque.
A partir daí, pouco Benfica… Demasiado medo, demasiado respeito, demasiada incapacidade… Um Cardozo muito tenrinho para a San Ciro. Um Di Maria a jogar para a Eurosport e pouco mais que boa-vontade.
O golo do Nuno Gomes ajudou a amenizar uma derrota que ameaçou humilhação, mas acabou em números que não menorizam nos quadros dos jornais desta Europa fora.
Ontem, percebemos que o Benfica ainda é uma equipa da segunda divisão europeia. Não é vergonha nenhuma. É preciso saber onde estamos para perceber para onde temos de caminhar. E quando se joga com tantos putos, a vontade de caminhar é grande.
Pelas minhas contas, já temos vantagem sobre o Celtic. Arrisco mesmo dizer que os escoceses vão ficar em último no grupo. Quanto a nós, temos de nos haver com os ucranianos laranjas.

terça-feira, setembro 18, 2007

Mais uma FITA

Faltam 15 dias para mais uma edição da FITA (Festival Internacional de Tramóia ao Árbitro). A FITA é organizada pelo Sporting Clube de Portugal, todos os anos, com o intuito de celebrar o jogo de futebol que opõe o Benfica ao Sporting. Assim, os responsáveis leoninos, em nome do espectáculo, procuram desfilar ao longo dos dias anteriores à partida um rol de críticas à arbitragem para que daí saiam benefícios para a sua equipa.
Ontem foi apresentada a edição de 2007, com o título provisório de «exposição à Liga». Recordamos que este Festival se organiza, sem interrupções, desde 2003.

segunda-feira, setembro 17, 2007

Momento RC

A jogada do 2º golo do Benfica foi dos momentos mais brilhantes a que alguma vez assisti no estádio da luz, para já fez-me esquecer todas as outras.

Quando pequeninos muitos Benfiquistas sonham participar num momento RC mas infelizmente nem todos chegam lá. Mas como nem tudo na vida é mau pelo menos um Benfiquista está a ter o seu momento RC. De certeza que não vai durar para sempre mas as recordações essas já não se perdem.

O Butt deve ser um guarda-redes único, não o andam a deixar jogar com o seu corpo e o teimoso passou a jogar com o corpo do Quim.

Não sei quem trouxe os Uruguaios mas alguém no Benfica deve perceber de futebol. São duas autenticas máquinas trituradoras com uma capacidade fisica impressionante. A partir de ontem o Leo passou a ter companhia para as suas arrancadas.

A lesão do Petit foi um duro golpe, estava a jogar muito e a compensar a falta de capacidade defensiva do RC. O Katsouranis não faz tanta pressão e o Romeu não o conheço. Que quem tenha a oportunidade seja capaz de honrar o PitBull.

Amanhã vamos jogar vão todos jogar com duas pernas.

Um Nuno Assis com pé esquerdo a funcionar e ficamos por aqui

Um começo algo titubeante, mas que foi melhorando. O golo do Cebolla desencalhou um jogo que até se tornou fácil. Porquê?
Porque a Naval é uma equipa macia e com poucos argumentos (sobretudo ofensivos) e porque o Benfica de Camacho joga bem, acima de tudo, em contra-ataque e não em ataque continuado. Para quem não se lembra de 2003 e 2004, as goleadas eram construídas em jogadas desenvolvidas em rapidez, utilizando os extremos. Raramente, conseguimos virar um jogo quando começávamos a perder. São as virtudes e os pecadilhos do nosso Murciano.
De qualquer maneira, tenho de realçar três notas deste jogo.
Primeiro, o velho está a jogar que se farta. Achei que vinha para a reforma, a época passada parecia dar-me razão, mas depois do que vi, começo a achar que tenho de pedir desculpa e mudar de discurso.
Segundo, quem é o gajo que joga a guarda-redes? Defende para caraças. Dizem-me que é o Quim. Eu não acredito.
Por fim, a jogada do segundo golo é um hino ao futebol: parte do tal guarda-redes que eu não sei quem é, passa por dez jogadores e demora 23 segundos a chegar à roleta do «maestro-futuro-presidente». Magia. Quem viu, viu. Quem não viu, vá ao Youtube.
Pena a lesão do Petit – mesmo assim, fica menos tempo de fora do que esperado e o Raul Meireles tem de ser titular no Azerbeijão e no país do Borat – e a falta de concetração nos últimos 10 minutos. Eu sei que o jogo estava ganho e depois do Petit ter saído ficou tudo a guardar-se para San Ciro. Mas deixar o tal guarda-redes a jogar sozinho contra a Naval não é de amigo.

PS: Pedro Silva (SCP), Derlei (SCP), Petit (SLB) e Silvestre (MU). Duas coisas em comum, lesões no joelho por torção e as novas botas Nike Turf amarelas.

sexta-feira, setembro 14, 2007

Manual de instruções

A partir de hoje, inaugura-se uma nova rubrica no nosso blog. Passarão a ser feitas as crónicas dos jogos de futebol do Sport Lisboa e Benfica, acompanhadas de uma quantificação das exibições da nossa equipa. Para tal, será usada a seguinte grelha:

- Eusébio: uma exibição cheia de talento, raça, força e querer. Um verdadeiro Benfica à Benfica. Arrasámos o adversário e conseguimos pôr em campo a nossa divisa – e pluribus unum – ao mesmo tempo que dignificámos os ideiais altaneiros que a nossa águia emblemática simboliza.
- Paneira: uma exibição de qualidade. Cheia de arrancadas em força, feita de energias inesgotáveis e de decisões certeiras. Estamos no bom caminho.
- Nuno Assis: sem fazer uma exibição de arregalar o olho, conseguimos cumprir os serviços mínimos. Mas a continuar assim, é difícil ir a correr para o Marquês no final da época.
- Fernando Aguiar: uma exibição fraquinha. Está visto que não há qualidade, não há decisão e não há liderança. Não basta correr e querer. É preciso saber.
- Paulo Madeira: mau demais para ser verdade. Não percebo como conseguimos estar na primeira divisão, patenteando este nível de jogo.

quinta-feira, setembro 13, 2007

Ò Laurentino, vem à janela

Hoje, menos de 12 horas depois do final do Portugal - Sérvia, o secretário de Estado (a minúscula do secretário serve a figura que o ocupa) perorou, em conferência de imprensa contra o seleccionador. Que isto e aquilo, a dignidade e os valores do desporto, sobre o que lhe merece censura (opsss - palavra estranha vinda do PS), etcaetra e tal.
Reacção pronta, resposta rápida.

Em dois anos, foi a segunda vez que o ouvi abrir a boca. A primeira foi sobre o Nuno Assis, isto e aquilo, a dignidade e os valores do desporto, sobre o que lhe merece censura, etcaetra e tal.

Minto. Falou uma outra vez:
«O Governo tem estado e continuará calado no diz que respeito ao processo Apito Dourado. O Governo não interfere nas coisas da Justiça. Sejam elas no interior das Federações, sejam elas nos Tribunais. Toda a gente sabe».
Lusa, 13 de Julho de 2007.

Ingratidão

Os jornalistas, os treinadores desempregados e os adeptos com fraca memória é melhor tomarem uma banhoca de água fria para acalmarem antes de atirarem pedras ao treinador com melhor curriculo de sempre na selecção Portuguesa.

Para mim não tocou e está tudo resolvido pois gostava que Portugal fosse ao europeu.

O cabrão do sérvio merecia no minimo um tapinha para se acalmar mas pelos vistos o único gajo com tomates é o Brasileiro. Sem o chefão quero ver quem consegue fazer alguma coisa na selecção.

Por fim o chefão não tem culpa que as estrelas da sua familia não andam a jogar um caracol. As duas últimas baixas faziam e de que maneira a diferença (Figo e Pauleta), especialmente o primeiro. Alguém o convença a voltar para dar uma ajudinha, nem que seja a colocar alguns no seu devido lugar.

sexta-feira, setembro 07, 2007

Histórias da carochinha

O MFernandes saiu do Benfica por causa do departamento médico que era mau. Preferiu ir para espanha porque ai estará mais próximo da premier league dado haver maior oferta de TV por cabo.

O Miguel deu de frosques porque o LFV/Veiga foram pouco compreensivos. Agora ele só quer ver os jogos do seu clube do coração sem ser importunado. Eu depois de escarrar um gajo que passe por mim na rua espero que ele não me incomode.

O Maniche só assinou um pré-acordo com o fcporto depois de o Vilarinho o ter vilipendiado no jornal ABola e o ter colocado a treinar com a equipa B.

O Hugo Leal saiu do Benfica porque o Vale e Azevedo era um grande aldrabão.

O Edgar foi para Espanha porque precisava de ganhar dinheiro.

O Paulo Sousa foi levar no cú porque o Benfica não cumpriu o contrato, coitadinho o desgraçado já não conseguia comprar leite no supermercado. Confesso que durante muitos anos este individuo teve no topo da minha lista negra, agora tem a companhia do MF. O último artigo deste gajo sobre o Benfica revela que o tipo deve andar ressentido por não ter sido convidado para nada. O que é que estava à espera ?, para além do mais já demonstrou que como treinador vale o mesmo que como pessoa.

Por mim começava por colocar todos estes tipos na lista negra, nem para homens estátuas poderiam ser estes gajos contratados por qualquer empresa ligada ao Benfica.

quarta-feira, setembro 05, 2007

Mantorras

Nunca se percebeu porque é que o Mantorras deixou de consultar o médico espanhol que o operou. No jogo contra o Bétis foi por demais evidente que coxeava, o mesmo se passou nos últimos jogos do ano passado. Como acredito em milagres pode ser que seja desta que ele fica com uma perna igual à outra, e que desta vez seja mesmo feito tudo o que seja necessário para que no futuro, como jogador ou não, não venha a ter problemas graves.

O Eng. foi para uma equipa grega, país onde os seus antigos jogadores o apreciam (pelo menos dois). Eu fico com muita pena pois o Jesualdo teria nele um sucessor à sua altura. Espero que ele leve consigo o preparador maravilha, o Dr. R. Moura e o António Pedro Vasconcelos como responsável pela sua imagem. E se nos fizer o favor de contratar alguém pelo preço certo não lhe ficava nada mal.

"O Benfica foi um erro mas voltava a faze-lo" Grande homem não há nada como não tirar conclusões sobre os erros cometidos, é realmente uma perda de tempo estar a fazer este tipo de análises.

Não percebo os comentadores desportivos que andam a criticar o LFV por não ter dado hipóteses ao Eng., é mais do que evidente que estes não sofrem a ver os jogos do Benfica. Eu tirando raras excepções só conheço caras felizes.

Por fim estou a gostar desta nova versão Camacho sem o De Felipe como ventriloquo. Dizem que ele tacticamente é fraco, eu como não percebo nada de bola não tenho opinião. A olho nú dá para ver que os jogadores conseguem progredir e fazer jogadas entre si. Falta-lhe curriculo !?, ainda vai muito a tempo de amealhar qualquer coisa á taça que já tem no bornal.