terça-feira, julho 19, 2005

Miguel / Tomasson e BETO

Esta situação do Miguel faz-me lembrar o ano em que o Paulo Sousa rescindiu o contrato. Nessa altura por volta do Natal viu-o às compras com a Mulher que mais tarde, ou ja nessa altura, o viria a encornar (pelo que li nas revistas que consulto quando abasteço o meu pópó).

Nesse dia tive vontade de lhe cuspir para a cara, infelizmente não o fiz. Desde essa altura penso muitas vezes que deveria ter escarrado para cima do corno. Hoje não tenho dúvidas: Miguel se levares um escarro na cara fui eu!

Aliás peço que o Benfica profundo se manifeste um pouco por todo o lado. Se dantes o Miguel metia nojo quando não se aplicava, de agora em diante mudarei de canal sempre que o vir a jogar.

Quanto ao Tomasson não há nada a dizer, a vir teria sido uma contratação de mestre. Mas nesta pré-época não estamos nitidamente a ter sorte. Não sei se não serão ataques cobardes de quem nos quer mal, mas vou ficar só pela falta de sorte. Mesmo assim estamos organizados, caso contrário isto já estava uma rebaldaria. É remar contra a corrente e dar o nosso melhor.

O Beto pode não ser o melhor centro-campista do mundo mas é de contratações destas que o Benfica precisa: barato, útil, com vontade de triunfar. Enviem o Slot e o Chalana ao Brasil ou a África com tudo pago e só os deixem regressar quando tiverem dois pontas de lança no bornal.

O que nós precisamos é de um Mantorras com duas pernas ou de um N. Gomes com dois tornozelos ou então de um Karadas com dois pés !