quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Ciao, grazie

António Carraça deu ontem uma entrevista à SportTv onde afirma que Trappatoni «nunca viu um jogo da equipa B».
Esta afirmação diz muito sobre o empenho e a capacidade de trabalho do nosso vetusto treinador. Ver mais que um jogo por dia cansa, realmente.
«Estas ponte aéreas entre Lisboa e Milão também dão cabo das costas a um gajo.»
«O Álvaro que lá vá, se quiser. Eu desde que tenha 11 para começar um jogo (quer dizer, dez mais o Paulo Almeida)...»

Mas também querem dizer mais qualquer coisa.
Quando o responsável pela formação do Benfica, homem levado para o clube e da inteira confiança de Vieira, critica (ainda que de forma dissimulada), num canal detido por parceiros de negócio da direcção, o treinador escolhido pelo director do futebol, algo se passa.

Será que há gente (por exemplo, um presidente do Clube/SAD) que quer fazer a folha ao treinador/director de futebol?

Como dizia o outro: «Deixem-me sonhar».