sexta-feira, fevereiro 11, 2005

Quando o bandido pede justiça

Se calhar, estávamos todos enganados.
O Benfica é mesmo candidato ao título.
Digo isto, contra a minha opinião ao longo da época, porque hoje, o bandido namorado da puta vem falar de um romance chamado «Apito encarnado».
Fica-lhe bem, para já, ter aprendido que a côr do Benfica é o encarnado. Na sua autobiografia (onde se desfaz em elogios a Fernandez, aliás), chama-nos de vermelhos. A diferença entre vermelhos e encarnados é uma questão política, de luta de um clube democrático contra o fascismo, mas não podemos esperar que um liberal nascido em boas famílias do Porto perceba o que é a democarcia e a luta contra o fascismo.
Mas continuando, se o senhor começa a falar contra nós (e sempre que alguém fala em arbitragens devia aparecer um cartaz a dizer Olegário) é porque, se calhar, podemos mesmo ganhar o campeonato.
Sobre os sumaríssimos, uma questão: afinal, pode ou não usar-se o cotovelo no futebol?

PS: O Mourinho diz que se o Benfica ganhar em Braga é candidato. O actual guru do futebol português também muda de opinião como o Sporting muda de defesa-direito. Antes o Benfica não prestava, agora já é bom. Não percebo nada de bola.