segunda-feira, novembro 07, 2005

Mantorras

Não gostei da entrevista que ele deu. Aliás é só ver o que ele diz e faz para quantificar a sua ingenuidade. Este tipo de jogadores tem de ter um acompanhamento diário, alguém devia lá estar com ele a dar a entrevista.

Como factor atenuante, e partindo do principio que o problema dele não é genético e que teve origem traumática enquanto jogador do Benfica, temos que ver que o Benfica é que lhe deu cabo da carreira. Já na altura devia estar acompanhado por alguém que lhe controlasse a vontade de jogar enquanto sentia dores.

O Benfica não o contratou por ser Benfiquista desde pequeno mas sim pelas suas qualidades como jogador: repentismo, velocidade, explosão, remate. Não foi pela sua inteligência que ele foi contratado.

É notório que ele já não tem repentismo nem velocidade, não sei se isto tem origem psicológica ou se tem a ver com dificuldades fisicas. Se for psicológico tem de ter ajuda, se for por impossibilidade fisica há que deixá-lo jogar mais um ano pois penso que ele merece ir a um mundial.

Ele tem que ter um treino individual para ver se se consegue recuperar o jogador. Tem de mudar a sua forma de jogar pois é mais do que óbvio que ele não tem pique. Há que treiná-lo, penso que ele está pronto a fazer o que seja necessário.

Confio que ele ainda vai marcar muitos golos pelo BEnfica e sempre que ele entrar vou esperar momentos mágicos. Não sei o que lhe passa na cabeça quando ele domina a bola, se calhar não lhe passa nada e por isso ele é eficaz.