quarta-feira, junho 15, 2005

«Este é do Benfica»

A história vem no Correio da Manhã de dia 13 de Junho.

O «Porto Dinheiro», um barco de pesca português, encontra uma «patera» ao largo da costa das Canárias. A «patera» é o nome dado aos barcos improvisados pelos africanos que tentam entrar na Europa de forma ilegal, por via marítima.
Esta embarcação tinha 32 homens do Mali que sobreviveram no Atlântico, durante semanas, a beber a urina uns dos outros.
Quando são levados para bordo do «Porto Dinheiro», vêm um poster da Selecção nacional. Um jovem de 19 anos aponta para o Miguel e diz: «Este é do Benfica».

A história arrepia.
Arrepia porque há homens e mulheres que, no século XXI, são tão pobres que passam por condições degradantes e chegam a pôr em risco a própria vida para tentarem alguma coisa. Para tentarem qualquer coisa.
E arrepia porque percebemos a força do Benfica. Os pobres no Mali conhecem o Benfica. Conhecem a cara dos jogadores do Benfica.
Por muitos milhões de euros que paguem na Rússia e nos clubes de meio da tabela de Espanha e de Inglaterra, há coisas que valem mais que o dinheiro.

E digo-vos uma coisa: este adepto vale mais que mil kits novo sócio.

2 Comments:

Anonymous urra...apre said...

Também reconheceu Deco, decididamente porque o Barça e o futebol Espanhol são mundialmente conhecidos a par do... Glorioso! :)

9:57 da tarde  
Blogger boloposte said...

Também reparei nessa história: http://bnrb.blogspot.com/2005/06/isto-quer-dizer-qualquer-coisa.html

5:52 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home