quinta-feira, junho 09, 2005

Misto de Pai Natal com Toni

O Koeman faz-me lembrar o Pai Natal e o Toni da época da liga dos campeões (sinal +).

Claro que a partir do momento que tomar qualquer decisão que não me agrade vou falar mal dele, vou criticá-lo, vou insultá-lo. No fim quando tivermos mais uns titulos (liga+taça+supertaça+liga dos campeões .... taça zézinho+taça amizade) vou achar que foi a contratação mais acertada, vou pensar que o Veiga é grande e o LVF é um visionário.

Para já tenho pena do Álvaro Magalhães que ainda não tem a sua situação resolvida, é com benfiquistas deste calibre que o Benfica vai crescer. O ideal seria ter sempre um benfiquista como primeiro adjunto, a ver como é que as coisas vão correr.

É com atitude, com querer vencer, com murros no banco, com emoção, com suor e com lágrimas que o Benfica chegou onde chegou. Isto só um benfiquista pode transmitir a quem chegue.

Para já é um treinador que releva humildade. Chegar e dizer que iria ser campeão da Via Láctea não corresponde ao perfil de treinador do Benfica, é com trabalho que se fazem campeões.

Passados tantos anos é bom ver que o Benfica continuar a ser um clube apetecivel. Hoje em dia para se ser campeão não chega só treinar o Benfica, mas com um trabalho sério é meio caminho andado.

1 Comments:

Blogger Pedro F. Ferreira said...

Peço desculpa por estar a chamar a atenção para um lapso: no seu texto (que muito gostei de ler) o Glorioso nome do Benfica surge escrito com minúscula, no penúlimo parágrafo. Um abraço.

6:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home