quarta-feira, setembro 28, 2005

Experiência

Ao contrário do Gabriel Alves não acho que o Koeman esteve mal nas substituições. Enquanto jogou no lado direito o Beto trabalhou que se fartou, quando passou para o meio campo ganhou muitas bolas e deu força a um meio campo que estava a dar sinais de cansaço.

O Petit e o M. Fernandes estiveram impecáveis durante o jogo todo mas para o fim houve alguns passes falhados e o canto resultou de um mau passe do M. Fernandes que sem qualquer oposição entregou a bola ao adversário. Para se ganhar na liga tem de se manter sempre a concentração e nos últimos instantes não houve lucidez. No entanto foi o melhor jogo do M. Fernandes este ano.

Há que destacar a grande concentração nos cantos durante quase todo o jogo. A equipa está muito melhor em termos defensivos, os dois laterais são bons. Ou melhor um é bom, o outro é grandioso (Nelson). Os centrais então são gigantes (grandes a defender, enormes no ataque) !

O meio campo do Manchester estava desfalcado o que facilitou, caso o Benfica volte a ganhar o meio campo temos hipóteses de vitória mas na luz vai ser mais dificil. Toda a gente trocou muito bem a bola.

Estão todos de parabéns, nada está perdido pois há hipóteses de seguir em frente na liga e de voltar a colocar o nome "Benfica" nas bocas do mundo. É preferivel seguir em frente na liga dos campeões do que chegar longe na Uefa.

O próximo jogo em casa vai ser a doer (literalmente), o Benfica tem de ganhar o jogo e balanço para ir às Antas ganhar.

ps: O Simão já justificou 5 milhões de Euros com o seu golo, e se entrasse o segundo ....

2 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Ao contrário do Gabriel Alves, de todos os Gabriel Alves, Rui Santos e comentadores de todos os prantos, há que dizer que esse estilo de comentário fede.
Está na moda, agora, entre os comentadores desportivos, deitar-se abaixo as equipas quando perdem ou mesmo quando ganham mas não como os adeptos gostariam. Os comentadores desportivos entraram na onda do populismo. Parece que querem sempre agradar aos adeptos que têm dificuldades em perceber porque é que o jogo não correu de outra maneira.
O Gabriel Alves, que até ia a dizer que o Benfica foi a Manchester dar uma lição de bem jogar e controlar o jogo, mudou de rumo quando sofremos o segundo golo. Quem fosse treinador como o Gabriel Alves (e outros) é comentador, nunca conseguiria escalar um 11, nunca conseguiria fazer uma substituição e mijava as calças todos os jogos.
Eu ontem gostei de ver o Benfica jogar. Não gostei de perder. Mas isso nunca gosto. Nem contra o Manchester. Claro que o Koeman poderia ter jogado com o Karagounis, mas ao fim poderia sempre dizer-se "jogou com um jogador lesionado". Podia ter começado com o Geovanni. Mas dir-se-ia "Não sei por que razão o Koeman insiste no Geovanni, que esta época não tem feito nada". "Não valia mais ter metido o Beto para segurar o meio campo?"
Claro que eu não gostei de ver o Beto jogar. Mas eu, se fosse treinador do Benfica teria deixado o Manuel Fernandes no banco. Mas a verdade é que, apesar de ter perdido a bola que dá um canto, que dá golo, eu acho que o Manel Fernandes foi dos melhores.
Quando se pode dizer tudo ao fim, sem qualquer responsabilidade, ainda por cima indo de encontro àquilo que os adeptos querem ouvir para libertar frustrações, pode ser-se o melhor do mundo. A comentar o Gabriel Alves deve ser o melhor do mundo. Mas só porque é daqueles que só faz prognósticos no fim do jogo. Não tenho paciência para gajos desses.
Se eu soubesse o que sei hoje tinha ido a Alvalade ver o 3-6.

5:46 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

10 razões para considerar que a aposta de Koeman em Beto foi um erro...

1- porque apesar do jogo ter demonstrado isso mesmo, antes do apito inicial já dava para adivinhar
2- porque não é médio direito
3- porque é um elemento útil do plantel, mas quando utilizado no centro do terreno
4- porque não é aquilo que deu a entender ser na pré-temporada
5- porque aos 20m de jogo tinha qualquer coisa como 4 perdas de bola e 1(!!!) passe acertado [estatística caseira]
6- porque o Benfica precisava de verdadeiros extremos que tirassem proveito da principal debilidade do Manchester - os dois laterais jovens e inexperientes (Richardson parecia um lateral de classe mundial perante tão fraca oposição)
7- porque não permitiu as habituais subidas no terreno de Nelson, uma vez que o Benfica não conseguia canalizar jogo por aquele flanco.
8- porque obrigou Miccoli a descair à direita, onde não rende tanto
9- porque o facto de Miccoli ter de descair à direita deixou Nuno Gomes desapoiado no meio dos centrais, como acontecia no passado.
10- porque até o Gabriel Alves viu que tinha sido uma má opção!!!!

6:29 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home