segunda-feira, janeiro 09, 2006

Quim, Simão e "Cabeça Oca, Pé de Pedra"

Sou dos que acha que o Quim deveria ter jogado ontem. Em primeiro lugar porque os que dão tudo por tudo devem ser recompensados e a verdade é que ele colocou a sua reputação em jogo pelo Benfica.

Em segundo porque um guarda-redes precisa de ambientação, os momentos iniciais foram mais do que o exemplo vivo disso.

A um nivel inferior devo referir que o N. Assis também tem razões para andar chateado. Sempre que entrou fez tudo o que podia e por isso não se percebe porque é que agora nem é convocado.

Não sei se o Simão vale 20 milhões, só sei é que ele tem um rendimento uniforme ao longo da época e arranja espaços contra as equipas mais pequenas. Como tal não tem preço nem deve ser vendido dado não não existir ninguém no plantel capaz de o substituir. Falta-lhe ganhar consistência contra as grandes equipas e contra laterais gigantes e rápidos. Assim a uns meses de distância gostava que o manager do Liverpool seja crucificado por não ter feito uma proposta mirabolante.

O "Cabeça Oca, Pé de Pedra" mais conhecido por Beto é fundamental na manobra de tapar todos e quaisquer possiveis furos. Se o no ano passado duvidava da capacidade do N. Gomes acertar no lugar em que a bola a descrever uma trajectória em balão iria parar, devo dizer que o Beto deve ter tido vinte (de 0 a 20) na cadeira de mecânica. Ñão falha uma bola de cabeça. Qualquer dia a cabeça dele dá de si, quer por falta de oxigénio quer por dar tanta cabeçada.

Congratulo-me pela colocação do Carlitos no Setúbal e desejo-lhe muita sorte ! Agora fica a faltar o Everson, o P. Almeida, o B. Aguiar, o João Pereira e o Karyaka.

Vai ser dificil fazer ver ao Robert e ao Karagounis que afinal a liga dos campeões para eles não é tão certa assim e que o banco até é um sitio porreiro para se ver jogos.